quarta-feira, maio 18

O SONHO ACABOU... Nem o Levezinho nos valeu...

Eis a análise do site oficial da UEFA


O guarda-redes Akinfeev segura a bola aos pés de Liedson, que ficou em branco

Filme do jogo:

Nos 14 jogos que efectuou para chegar à final de Lisboa, o Sporting demonstrou que, a jogar em casa, podia bater qualquer adversário. Os leões voltaram a demonstrá-lo esta noite e só uma segunda parte abaixo das capacidades fez com que o troféu fugisse de Alvalade.

Rogério abriu o activo à passagem da meia-hora, mas no segundo tempo os russos deram a volta ao jogo e ao marcador.

Berezuskiy empatou, Zhirkov completou a reviravolta e Vágner Love "matou" o jogo.

Uma derrota infeliz para o Sporting que foi quase sempre a melhor equipa, mas para além de não ter tido a sorte do jogo, perdeu-se na frieza e no cinismo russo.


Trajectos brilhantesO Sporting regressou a uma final europeia 41 anos depois da vitória na Taça das Taças, frente ao MKT da Hungria, na finalíssima de Antuérpia. Para aqui chegarem, os "leões" disputaram 14 jogos. O CSKA, que começou a época na Liga dos Campeões, chegou à sua primeira final europeia depois de disputar 17 jogos europeus.


Peseiro muda:

Na sequência da derrota com o Benfica, que afastou o Sporting da corrida pela SuperLiga, José Peseiro voltou a não optar pelo seu esquema mais habitual. Rui Jorge ficou no banco, com Tello a ocupar a ala esquerda da defesa. Enakarhire, recuperado, regressou ao centro da defesa em detrimento de Polga. Rogério subiu para a direita do meio-campo, com Miguel Garcia nas suas costas. Mais à frente, Pedro Barbosa encostou à esquerda com João Moutinho e Rochemback atrás de Sá Pinto e Liedson.


Gazzaev continua:

Valeri Gazzaev apostou no seu esquema habitual. Um 3-5-2 muito bem organizado, com Daniel Carvalho como pedra basilar da equipa, nas costas de Vágner Love e Olic. Nas alas, Zhirkov e Chidi eram apoiados pelos médios Aldonin e Rahimic que alinharam à frente de uma defesa composta por três homens.
Pressão a começar:

Impulsionado pelo seu público, o Sporting começou bem melhor que o adversário. Forte, pressionante, com trocas de bola rápidas, a equipa da casa instalou-se rapidamente no meio-campo do CSKA, controlando a posse de bola. As constantes trocas de posição na frente, confundiam a defesa russa que não conseguia acertar com as marcações. Com apenas dez minutos decorridos, o Sporting contabilizava já seis remates e cinco pontapés de canto.
Primeiro remateO CSKA chegou à baliza de Ricardo pela primeira vez aos 15 minutos. Daniel Carvalho cobrou um livre descaído para direita, cruzou para a área onde surgiu Alexey Berezutsjiy a desviar de cabeça por cima da barra.


Duelo de brasileiros:

A principal luta dava-se no meio do terreno onde Rochemback ia ganhando quase sempre os lances a Daniel Carvalho (uma realidade que se alterou drasticamente no segundo tempo, sendo importante para o resultado final). Os russos, aos poucos, tentavam sacudir a pressão, mas os leões dominavam. Foi assim, sem grandes surpresas, que Rogério abriu o activo aos 29 minutos, com um golo espectacular.


Rogério marca:

O médio brasileiro, na sequência de uma jogada de insistência de Rochemback, disparou em arco, à entrada da área, levando a bola a entrar no canto superior esquerdo da baliza de Akinfeev.


CSKA perto:

Mesmo em vantagem, os "leões" não baixaram os braços e continuaram a dominar a partida até ao final dos primeiros 45 minutos. Mesmo antes do apito para o descanso, o CSKA esteve muito perto de empatar. Daniel Carvalho ganhou uma bola no meio-campo, aguentou a pressão dos defesas e soltou para Olica na direita, que cruzou de primeira para Vágner Love, mas o avançado brasileiro, na cara de Ricardo, falhou o desvio.


Berezuskiy empata:

O segundo tempo iniciou-se da mesma forma como terminou o primeiro - com o Sporting a dominar. No entanto, foi o CSKA que chegou ao golo, logo aos 56 minutos. Na sequência de um livre da direita, Daniel Carvalho colocou a bola na área, Alexey Berezuskiy cabeceou no coração da área com a bola a bater no relvado e a passar perto da mão direita de Ricardo.
Zhirkov dá a voltaUm tento contra a corrente de jogo a penalizar um erro defensivo da equipa leonina, que via o seu domínio do encontro não se traduzir numa vantagem no marcador. Mas o pior para a turma de Alvalade estava para vir. Nove minutos depois do empate, os russos voltaram a marcar, colocando-se em vantagem na partida. Na sequência dum rápido contra-ataque, Daniel Carvalho isolou Zhirkov, que à saída de Ricardo fez passar a bola por entre as pernas do guardião português.


Sporting reage:

Um balde de água fria em Alvalade que assistia incrédulo à reviravolta no marcador. Dentro do campo, os jogadores portugueses não desistiam. José Peseiro fez entrar Niculae para o lugar de Sá Pinto. Os verde-e-brancos dominavam, criavam oportunidades, mas faltava alguma clarividência na finalização. Exemplo disso foi um falhanço incrível de Rogério que depois de um cruzamento-remate de Tello, acertou no poste em cima da linha de golo.


Love "mata o jogo:

Na sequência dessa jogada, Wagner Love fez o 3-1. Mais um lance de contra-ataque, mais um cruzamento de Daniel Carvalho na esquerda, desta vez com Love a não perdoar. Depois do terceiro golo, o Sporting não voltou a encontrar-se. Os três golos do CSKA "derrubaram" o moral da equipa de Peseiro, que ainda fez entrar Douala e Hugo Viana sem que as alterações produzissem efeito.

uefa.com 05-2005.

Sem comentários:

 

ESTE BLOG FOI OPTIMIZADO PARA VISUALIZAÇÃO EM 1024X768 Pixels em Google -Chrome,ver. 24.0.1312.57 m ©COPYRIGHT© de Júlio Vaz de Carvalho. ©COISAS 2004-2015, é um WEBBOLG da responsabilidade do seu autor, o seu conteúdo pode ser reproduzido, sempre que referidas as fontes e autores. Todos os textos, notícias, etc., que sejam da responsabilidade de terceiros (pessoais ou institucionais,serão devidamente identificados, sempre que possí­vel, bem como serão referidos os locais a partir dos quais poderão ser consultados no contexto original.Todos os trabalhos publicados por colaboradores do blog,podem ser copiados e divulgados, sempre que seja indicada a sua origem, não carecendo de autorização dos mesmos, caso aqueles assim o manifestem. COISAS, é um Blog quase APOLíTICO e não se rege por ideias pré-concebidas unicamente apoiando causas de reconhecido interesse para a Humanidade, sempre que elas sejam isentas e objecto de reconhecimento universal que vão desde a luta contra os cocós dos Lu-Lus a minar os passeios à legítima pretenção de ver restaurada a Monarquia em Portugal.

Who Links Here