quinta-feira, junho 29

Força Felipão... Força PORTUGAL



Image Hosted by ImageShack.us

quarta-feira, junho 21

PORTUGAL 2 X MÉXICO 1...



Image Hosted by ImageShack.us


Venha quem vier... MATA-MATA

terça-feira, junho 20

Que pequeninos que somos!!!...

Assembleia Geral elegeu os 47 membros do Conselho de Direitos Humanos

Terça, 09 de Maio de 2006

9 de Maio – A Assembleia Geral elegeu hoje, em Nova Iorque, os 47 membros do Conselho de Direitos Humanos. O novo órgão da ONU, que tem como objectivo promover e defender o respeito de todas as liberdades fundamentais para todos, será sediado em Genebra, a partir de 19 de Junho.

Os 47 membros do Conselho de Direitos Humanos foram eleitos directa e individualmente, por voto secreto e pela maioria dos membros da Assembleia Geral, por um mandato de três anos, não renovável após dois mandatos consecutivos.

A Assembleia Geral é composta por 191 membros. Cada membro do Conselho eleito hoje recebeu pelo menos 96 votos no escrutínio.

A eleição dos membros do Conselho seguiu uma representação geográfica equitativa: 13 lugares para o grupo de Estados africanos, 13 lugares para o grupo de Estados asiáticos, 8 para os Estados da América Latina e Caraíbas, 7 para os Estados da Europa Ocidental e Outros e 6 para os Estados da Europa de Leste.

Quanto ao grupo africano, os países eleitos foram: África do Sul, Argélia, Camarões, Jibuti, Gabão, Gana, Mali, Maurícia, Marrocos, Nigéria, Senegal, Tunísia e Zâmbia.

Relativamente à Ásia foram eleitos: Arábia Saudita, Barém, Bangladeche, China, Coreia do Sul, Índia, Indonésia, Japão, Jordânia, Malásia, Paquistão, Filipinas e Sri Lanka.

No caso da América Latina foram eleitos: Argentina, Brasil, Cuba, Equador, Guatemala, México, Peru e Uruguai.
No que diz respeito ao grupo “Europa Ocidental e Outros Estados” foram eleitos: Alemanha, Canadá, Finlândia, França, Holanda, Reino Unido e Suíça.

Quanto à Europa de Leste foram eleitos: República Checa, Polónia, Rússia, Ucrânia, Azerbeijão e Roménia.
Sessenta e quatro Estados-membros apresentaram as suas candidaturas e entre os que não foram eleitos encontram-se: Quénia, Irão, Iraque, Quirguistão, Líbano, Tailândia, Nicarágua, Peru, Venezuela, Grécia, Portugal, Albânia, Arménia, Geórgia, Lituânia, Eslovénia e Hungria.

Após cinco meses de negociações, a Assembleia Geral aprovou, a 15 de Março passado, por uma larga maioria, a criação de um novo Conselho de Direitos Humanos para substituir, a partir de 19 de Junho, a Comissão de Direitos Humanos.
A resolução que institui o Conselho de Direitos Humanos foi adoptada por 170 votos a favor e 4 contra (entre os quais o dos Estados Unidos) e 3 abstenções.

Segundo a resolução, o Conselho será “encarregado de promover o respeito universal e a defesa de todos os direitos humanos e de todas as liberdades fundamentais para todos, sem qualquer distinção, com justiça e equidade”.

Os membros do Conselho deverão observar as normas mais rigorosas em matéria de promoção e defesa dos direitos humanos. Cada membro será objecto de uma análise da sua acção no domínio dos direitos humanos, durante o seu mandato.

A Assembleia Geral poderá, por maioria de dois terços dos membros presentes e votantes, suspender o direito de um membro que tenha cometido violações flagrantes e sistemáticas dos direitos humanos, durante o seu mandato.

A primeira reunião do novo Conselho, que terá sede em Genebra, realizar-se-á a 19 de Junho. O Conselho reunir-se-á regularmente ao longo do ano e terá no mínimo três sessões por ano, com uma duração total de pelo menos dez semanas; uma delas será a sessão principal. Poderá realizar sessões extraordinárias, quando solicitadas por um membro e aprovadas por um terço dos membros do Conselho.

O princípio da criação do Conselho de Direitos Humanos, que substitui a Comissão, como órgão subsidiário da Assembleia Geral, foi decidido pelos dirigentes dos Estados-membros por ocasião da Cimeira Mundial de Setembro de 2005, por recomendação do Secretário-Geral.



(Baseado numa notícia produzida pelo Centro de Notícias da ONU a 09/05/2006).


Comentário: Se é "comentável", ou muito me engano ou Portugal é mantido ao mesmo nível de países que não condenam a pena de morte, que violam deliberadamente os direitos humanos, em resumo, conjuntamente com terceiro-mundistas assumidos e acomodados. Só falta o Zimbabué para completar o ramalhete de "boas intenções"

Para mim, só há uma justificação: O Ti Guterres estar já a ocupar um tacho na ONU e as recentes e sistemáticas violações do Socrates cá no Burgo. O MNE, o Professor Freitas, desta vez não veio à pressa com aquele ar grave e sério de virgem atormentada e ofendida.
Que pequeninos que somos, Professor Amaral!!!...



Diário de uma Helpdesker de Informática - 17-06-2006

Aqui vai mais uma situação que ocorreu durante o fim de semana:

- Boa noite, fala XXX em que posso ajudar?
- Oi, tô precisando de ajuda... Não consigo me ligar na net, e aki dá erro 672...
Após a devida identificação do cliente, verifiquei que o erro 672 indica que não foi encontrado o modem.
- Tem a certeza de que o modem se encontra correctamente ligado ao computador?
- Sim... Axo que tenho...
- Então, indique-me por favor a marca e modelo do modem, bem como o estado das luzes do mesmo.
- Ehhhrrrrr... Me dá um segundinho?
- Com certeza...
Ouço do outro lado, a conversa do cliente com alguém que deveria estar não muito longe:
- (assobio) Oi, meu irmão! Cadê o modem?!?
- Cadê o quê? - (ouve-se por resposta).
- Cadê o modem... Aquele aparelhinho pequenininho que fica aqui ligado ao computador!
- Ué... Levei e liguei na casa do meu amigo... Porquê? Tá fazendo falta?
- Não seu craque! Só tô aqui tentando me ligar na Net. Quem sabe consigo me ligar sem modem, né?
Não é difícil adivinhar o fim da conversa do cliente quando voltou à linha... Mas garanto que tive que fazer um esforço redobrado para me conter impávida e serena... Pelo menos até a chamada terminar...




segunda-feira, junho 12

Diário de uma Helpdesker de Informática:12-06-2006

Este Fim de semana, tive a felicidade de ser brindada com mais umas situações no mínimo insólitas!!! Seguem-se as situações:

- Boa noite, fala XXXXX, em que posso ajudar?
- Boa noite, minha senhora... A ver se me pode ajudar... Comprei um portátil Pentium IV, com 80 GB de disco... (quase 10 minutos depois de descrever as capacidades técnicas do portátil, todas e mais algumas ainda não inventadas...) quando acedo à internet e coloco o meu username e a minha password, devolve-me um erro de user / password inválidos... O que se passa?
- O sr. tem a certeza absoluta que está a introduzir o seu username e respectiva password correctamente?
- Sim, sim.
- Podemos proceder à alteração da password, mas para tal terá que me confirmar primeiro alguns dados pessoais, está disponível para o fazer? Ou prefere tentar novamente o acesso com a password que tem? Eu acompanho-o nesse processo.
- Sim, estou disponível, mas vamos primeiro, então tentar só mais uma vez o acesso. Ora vamos lá a ver...
Após o acompanhamento técnico a seguir telefónicamente os passos que o utilizador dava, deparei-me com o seguinte comentário do cliente:
- Ah, isto, tenho uma dúvida para fazer o zero, tenho que carregar no Caps Lock...
- Perdão?! Mas... Caps Lock é apenas para letras... As nossas passwords não possuem letras, mas apenas números, e para os números, não é preciso Caps Lock...
- Mas assim, o zero sai pequenininho!!!
Percebi então a dificuldade do cliente...
-Parece-me que está a escrever a letra Ó, e não um zero...
Silêncio do outro lado... A chamada caíu...

****************************************************************************

Cliente: - Boa noite, gostava que me desfizesse uma dúvida... Adquiri recentemente um modem, e estou a tentar ligá-lo à tomada de telefone, desmontei a caixa da linha telefónica e aqui só tem 2 fios! Eu percebo correctamente destes esquemas, e quero reclamar e chamar-vos à atenção de que esta porcaria deveria ter 4 fios... 4!

Dito isto, o cliente desligou... Nem me deu hipótese de dizer que não é suposto mexer nas caixas das linhas telefónicas...

****************************************************************************




domingo, junho 11

"MATA-MATA"

Image Hosted by ImageShack.us


As armas e os Barões assinalados
Que da Ocidental praia Lusitana
Por mares nunca de antes navegados
Passaram ainda além da Taprobana,
Em perigos e guerras esforçados
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram
Novo Reino, que tanto sublimaram;

E também as memórias gloriosas
Daqueles Reis que foram dilatando
A Fé, o Império, e as terras viciosas
De África e de Ásia andaram devastando,
E aqueles que por obras valerosas
Se vão da lei da Morte libertando,
Cantando espalharei por toda parte,
Se a tanto me ajudar o engenho e arte.

Cessem do sábio Grego e do Troiano
As navegações grandes que fizeram;
Cale-se de Alexandro e de Trajano
A fama das vitórias que tiveram;
Que eu canto o peito ilustre Lusitano,
A quem Neptuno e Marte obedeceram.
Cesse tudo o que a Musa antiga canta,
Que outro valor mais alto se alevanta.

VAMOS A ELES, RAPAZIADA



Image Hosted by ImageShack.usI
Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente e imortal
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria, sente-se a voz
Dos teus egrégios avós
Que há-de guiar-te à vitória!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!
II
Desfralda a invicta Bandeira,
À luz viva do teu céu!
Brade a Europa à terra inteira:
Portugal não pereceu
Beija o teu solo jucundo
O oceano, a rugir de amor,
E o teu Braço vencedor
Deu mundos novos ao mundo!
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!
III
Saudai o Sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal de ressurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injúrias da sorte.
Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!


sexta-feira, junho 9

Diário de uma Helpdesker de Informática:09-06-2006

Após 15 minutos de despiste técnico, em que eu ajudava uma cliente a instalar e configurar um modem, a cliente finaliza o processo de instalação, e eu indiquei-lhe:
- No ambiente de trabalho, existe certamente um ícone novo... É referente ao acesso à Internet. Por favor, posicione o rato em cima do mesmo e faça duplo click. Que janela lhe surge?
Resposta da cliente:
-Ah, sim... O ambiente de trabalho lá do escritório é de cortar à faca...

Diário de uma Helpdesker de Informática - Introdução

Pois é... Por vezes acontecem-nos coisas extraordinárias durante a nossa vida de Helpdeskers... Principalmente em casos em que o serviço de ajuda ao cliente é prestado via telefone. As situações que colocarei de hoje em diante, são situações reais, que aconteceram comigo, enquanto prestava / presto apoio técnico a clientes de determinados serviços de Internet. Por razões óbvias, não serão publicadas referências de nenhum dos intervenientes. Todos os nomes são fictícios, e servem apenas para narrar os episódios hilariantes que se vivem nestas andanças de informático.

Bem haja a todos, e espero que se divirtam com os meus artigos.

 

ESTE BLOG FOI OPTIMIZADO PARA VISUALIZAÇÃO EM 1024X768 Pixels em Google -Chrome,ver. 24.0.1312.57 m ©COPYRIGHT© de Júlio Vaz de Carvalho. ©COISAS 2004-2015, é um WEBBOLG da responsabilidade do seu autor, o seu conteúdo pode ser reproduzido, sempre que referidas as fontes e autores. Todos os textos, notícias, etc., que sejam da responsabilidade de terceiros (pessoais ou institucionais,serão devidamente identificados, sempre que possí­vel, bem como serão referidos os locais a partir dos quais poderão ser consultados no contexto original.Todos os trabalhos publicados por colaboradores do blog,podem ser copiados e divulgados, sempre que seja indicada a sua origem, não carecendo de autorização dos mesmos, caso aqueles assim o manifestem. COISAS, é um Blog quase APOLíTICO e não se rege por ideias pré-concebidas unicamente apoiando causas de reconhecido interesse para a Humanidade, sempre que elas sejam isentas e objecto de reconhecimento universal que vão desde a luta contra os cocós dos Lu-Lus a minar os passeios à legítima pretenção de ver restaurada a Monarquia em Portugal.

Who Links Here