segunda-feira, outubro 25

DILEMA PARA PAULO PORTAS


Dizem-me que o texto é verídico........

Exmº Senhor Ministro da Defesa Nacional
Venho deste modo explicar-lhe uma situação delicada que tem vindo a ocorrer, de maneira a poder obter um eventual apoio vindo de Vossa Excelência.
Tenho 24 anos, e fui esta semana chamado para ir à tropa. Sou casado com uma viúva de 44 anos, mãe de uma jovem de 25 anos, da qual sou padrasto. O meu pai, por seu lado, casou-se com essa jovem em questão. Neste momento, o meu pai passou a ser o meu genro, uma vez que se casou com a minha filha.
Deste modo, a minha filha ou, chamemos-lhe, enteada, passou a ser a minha madrasta uma vez que é casada com o meu pai. A minha esposa e eu tivemos, no mês passado, um filho. Esse filho tornou-se o irmão da mulher do meu pai, portanto o cunhado do meu pai. O que faz com que seja o meu tio, uma vez que é o irmão da minha madrasta. O meu filho é, portanto, o meu tio... A mulher do meu pai teve no Natal um rapaz, que é ao mesmo tempo o meu irmão, uma vez que ele é filho do meu pai, mas o meu neto por ser o filho da minha enteada, filha da minha esposa. Desta maneira sou o irmão do meu neto!!...
E como o marido da mãe de uma pessoa é o pai da mesma, verifiquei que sou o pai da minha esposa, e o irmão do meu filho.
Resumindo: sou o meu avô!!! Deste modo, Sr Ministro, peço-lhe que estude pacientemente o meu caso, porque a lei não permite que o pai, o filho e o neto sejam chamados à tropa na mesma altura.
Agradecendo antecipadamente a sua atenção, mando-lhe os meus melhores
cumprimentos.

Nota da redacção do COISAS:

Até ao momento, contactados os serviços que S.Exa. o Sr. Ministro da Defesa dirige, não foram cedidos esclarecimentos sobre o assunto em virtude de ainda se encontrar em segredo militar. Continuamos a aguardar...
Posted by Hello

PAIXÃO ( Rui Veloso )


PAIXÃO

Tu eras aquela que eu mais queria
P'ra me dar algum conforto e companhia
Era só contigo que eu sonhava andar
P'ra todo o lado e até quem sabe?
Talvez casar

Ai o que eu passei, só por te amar
A saliva que eu gastei para te mudar
Mas esse teu mundo era mais forte do que eu
E nem com a força da música ele se moveu


Mesmo sabendo que não gostavas
Empenhei o meu anel de rubi
Para te levar ao concerto
Que havia no rivoli

Era só a ti que eu mais queria
Ao meu lado no concerto nesse dia
Juntos no escuro de mão dada a ouvir
Aquela música maluca sempre a subir

Mas tu não ficaste nem meia-hora
Não fizeste um esforço p'ra gostar e foste embora
Contigo aprendi uma grande lição
Não se ama alguém que não ouve a mesma canção



Foi nesse dia que percebi
Nada mais por nós havia a fazer
A minha paixão por ti era um lume
Que não tinha mais lenha por onde arder

Rui Veloso

Obrigado pela foto




Posted by Hello

AFINAL NÃO FOI GOLO


Afinal, segundo as regras do futball, parece haver razão para os do FCP: O golo só será validado se o esférico ultrapassar a linha de baliza na totalidade. Como se depreende das imagens enviadas por uma colaboradora atenta e "isenta" (eh,eh,eh), a bola não entrou mesmo.
Agradecimentos do COISAS à Amiga MARIA FREITAS, por nos auxiliar a definitivamente colocar uma pedra sobre esta polémica. A imagem não mente...

Posted by Hello

terça-feira, outubro 12

VELHINHA INCONVENIENTE...

O Promotor de Justiça chama a sua primeira testemunha, uma velhinha de idade bem avançada.
Para começar a construir uma linha de argumentação, o Promotor pergunta à senhora:
- "Dona Genoveva, a senhora conhece-me, sabe quem eu sou e o que faço?"
- "Claro que eu o conheço, Carlinhos! Eu conheci-o bebé. E, francamente, você decepcionou-me muito. Você mente, você trai a sua mulher, você manipula as pessoas, você espalha boatos adora mexericos. Você acha que é influente e respeitado na cidade, quando na realidade você é apenas um coitado.
Ah, se eu o conheço! Claro que conheço!"
O Promotor fica petrificado, incapaz de acreditar no que estava a ouvir.
Ele fica estático a olhar para o juiz e para os jurados. Sem saber o que fazer, ele aponta para o advogado de defesa e pergunta à senhora:
- "E o advogado de defesa, a senhora o conhece?"
A senhora responde imediatamente.
- "O Robertinho? É claro que conheço! Desde criancinha. Eu tomava conta dele. E ele também me decepcionou. É preguiçoso, puritano, alcoólico e sempre a querer dar lições de moral aos outros sem ter nenhuma para ele.
Ele não tem nenhum amigo e ainda conseguiu perder quase todos os processos em que actuou."
Neste momento, o juiz pede que a senhora fique em silêncio, chama o promotor e o advogado perto dele, debruça-se na bancada e fala baixinho aos dois:
- "Se algum de vocês perguntar à puta da velha se ela me conhece sai desta sala preso! Fui claro?"

Posted by Hello

segunda-feira, outubro 11

GUERRA NA QUINTA DA REPÚBLICA

COISAS...



Por: Jó Carvalho






GUERRA NA QUINTA DA REPÚBLICA...




- Acerca dos recentes acontecimentos, decorrentes da saída do Professor Marcelo Rebelo de Sousa muito se tem alimentado o discurso sobre o Deficit Democrático chegado ao Continente da República (melhor à QUINTA da REPÚBLICA) importado do arquipélago do Jardim. Dizem que é assim, pelo menos assim afirmam os “especialistas” nessa matéria. Acho que é difícil falar em deficit democrático no momento em que vivemos, já que, bem analisada a nossa Democracia, esta evoluiu para um estado de “faz de conta”, em que tudo é permitido em seu nome. Choca-me profundamente ver como, de todos os quadrantes políticos, vemos moralizadores que à laia de beatas militantes de sacristia, criticam comportamentos de terceiros sem antes espiarem os seus “pecadilhos”. A ver:




- Os Comunistas, falam de falta de Democracia, censura, regresso ao antigamente, etc. É uma forma de ver as coisas, sob o ponto de vista do partido, mas pelo menos, as directrizes de orientação política do mesmo já não vêm de Moscovo. Agora pergunto: como podem defender princípios e falar de moral e ética aqueles que precisamente sempre cercearam a opinião de vozes discordantes dentro das suas fileiras e condicionaram os destinos dos seus militantes à vontade de uma direcção (mais parecida com um directório de contornos absolutistas)? A quem querem enganar com as suas demonstrações de democracia, dizendo que as escolhas de dirigentes são conseguidas através de votações internas, que, por serem de braço no ar, são dessa forma condicionantes e castradoras das Liberdades e Democracia que tanto apregoam e dizem defender. Que o digam os “históricos” afastados por serem renovadores. Com a saída do líder, já se fala em sucessão (não eleição pelos militantes). Muito democrático, não haja dúvidas; quem não afinar pelo mesmo diapasão do comité central, já sabe o que o espera (sorte que a Sibéria já acabou… mas atenção que na China morrem aos milhares e o Fidel não dorme em serviço).




- Do Bloco de Esquerda, vemos o irrepreensível, puro e sempre senhor da razão, Francisco Louçã a tomar posições que, no tempo da outra senhora já lhe teriam valido umas visitas à António Maria Cardoso e consequente passagem para o Tarrafal. Ainda bem para ele que os censores e os responsáveis pela nova polícia política cá do burgo andam distraídos. Raios, os tipos ou não valem nada mesmo ou então acham que o mocinho é um alucinado/iluminado e visionário. Então deixam passar ignomínias como as que o tipo manda? Democracias que promovem a auto-segregação e faz das minorias uns pobres coitadinhos excluídos pela sociedade, à qual ninguém presta atenção e que acha que deveriam ser eles a ditar as regras, também não será o modelo mais correcto, isto na minha modesta maneira de ver as coisas. Quem bebeu ideais políticos baseados precisamente no total controlo dos centros de poder, políticos, civis, militares e comunicação social (leiam-se os manifestos dos grandes pensadores marxistas-leninistas), como forma de manter o povo disciplinado, como poderá depois por em prática políticas e atitudes de cariz democrático perante um povo? Será a isto que chamarão “democracia direccionada”? Eu chamar-lhe-ia “Democracia à Maneira deles”. Isto aliás, aplica-se aos anteriores e aos que vêem a seguir. Grande facção política, muito democrática sem dúvida: um prémio para quem me saiba indicar uma voz discordante.






- Do lado da face mais moderada da esquerda, o PS, que de socialismo só tem o nome, isto desde que o seu patriarca Soares (pai) o enfiou numa gaveta de onde não mais saiu e jaz bafiento e esquecido. Quem não gostou, foram ainda algumas alas mais radicais que insistem em discursos e poses revolucionárias, mescladas de revivalismo e romantismo próprios do pré-25 de Abril, totalmente desajustados da realidade do estado de coisas a que chegou a nossa sociedade. Continuam a ver fantasmas de coisas que não existem, mas que teimam em dizer que estão aí? O grande poeta Alegre, o qual respeito pela grandiosidade da sua obra literária, deveria ter evoluído nos seus conceitos de luta democrática. Já não se usa esse discurso! Até o nosso Nobel da Literatura recuou acerca de posições menos claras acerca dos regimes de esquerda mais musculados (contudo, é curioso como se mantém na “sua” Ilha de Lanzarote em vez de vir ao “combate” na República, junto dos seus confrades do PC). Pois, é que isto de ser republicano, laico, agnóstico e acima de tudo de esquerda tem lá destas contradições “democráticas”; gostaria de saber, como é que uma pessoa com esta forma de encarar a vida consegue viver numa Monarquia? Talvez seja porque lá, esteja protegido de perseguições (desde que não se manifeste contra “el-rei”) não havendo assim perigo de ser devorado pela censura do Estado Português. Daqui admiro a tomada de posição acerca do assunto: Censura e unanimidade.





- Da direita, temos ouvido silêncios, vozes discordantes e concordantes. Eh! Calma, que estes, lá por eu dizer isto, não são os que aqui vou defender! Aliás, não vou defender ninguém, que eles têm seguranças por tudo o que é sítio. Lá que são os menos democráticos, isso é bem verdade, já que os rapazinhos andam sempre às bocas uns aos outros: Ele é o Macário Correia no Algarve, o Dr. Jardim que desanca nos “cubanos” sejam eles do partido que forem (vejam lá que o homem até conseguiu manter as siglas PPD na designação do partido lá na Madeira!). Arre! Quem conseguiu deitar abaixo uma ditadura de mais de 50 anos não consegue tirar de lá o tipo? E o Santana? Que cromo, meu Deus! Pelo andar da carruagem, ainda não é desta que o nosso “gigolo” de estimação vai levar um projecto até ao fim, senão vejamos: casamentos, nunca os conseguiu levar até ao fim; no Sporting (no meu adorado SCP… o tipo até deu “Vivas” aos Lampiões!), foi a palhaçada que se viu, em todos os Congressos em que interveio, barafustava, ia a todos os “combates” e das duas uma, ou saia chamuscado e com ares de betinho contrariado ou então triunfante mas desprovido de conteúdos práticos. (se é assim com as mulheres, daí se pode concluir que talvez não seja ele a sair, mas elas que ficam decepcionadas com baixas performances. Ele há coisas que não se compadecem só com fogachos e publicidade enganosa; ou se dá o que se apregoa ou então mais vale fechar a braguilha.) Mas há mais. Na Câmara da Figueira foi o que se viu e na de Lisboa, a obra que deixou foi… um buraco. Pois, é que depois do Panteão Nacional (Santa Engrácia), estamos na eminência de termos ali outra obra para dar e durar. Convenhamos que é um autêntico ultraje à memória do Marquês de Pombal, aquela coisa ali mesmo, a seus pés. Quer este menino ser Presidente da República. “Aldra”! Antes o vocalista dos ENAPÁ2000. Esse ao menos ainda faz rir a malta.


Mas, já que estamos na zona laranja, o que me dá que pensar é o silêncio do Professor Marcelo. Sem lhe tirar os seus méritos e saber, perante os quais deixo aqui a minha palavra de agrado e reconhecimento pela lucidez de comentários, tenho de referir que está mais que provado ser talvez a pessoa mais bem posicionada para assumir a Presidência da República, já que enquanto decisor, pouco ou nada fez que se visse e enquanto esgrimiu forças com os partidos concorrentes ao poleiro, saiu sempre pela porta dos fundos. Mandou a disciplina partidária às malvas, juntou à sua capacidade de comunicação uma pitada de populismo, abraçou estoicamente a missão de comentar e atribuir notas aos condutores deste país (por 1200€ por mês até eu dava notas por vinte anos) e eis o Prof. lançado na construção de uma imagem “presidenciável”. Só discordo numa coisa: Não seria mais legítimo que as notas fossem atribuídas por quem já esteve no poleiro? Sim, no meu tempo, era quem sabia do que se avaliava que dava as notas. Ora que eu saiba, o Prof., nunca foi mais que vereador de uma vila do interior, isto no que diz respeito às cadeiras do poder. Criticar Santana, Portas e mesmo o Sócrates de populismo? Oh! Professor é no mínimo ridículo criticar os outros por algo que o Sr. faz tão bem feito. É aliás outra das coisas que me confunde esta coisa do populismo; é que eu não tenho feitio para andar a ser lambuzado pelos beijos, beijinhos, beijocas e lambuzadelas de qualquer ser que vista umas saias, ainda por cima, na maioria das vezes a cheirar a peixe (subsídio para perfumaria francesa já, para os desgraçados dos políticos!). Disto, muito democraticamente não abdicam os nossos políticos (o Portas em especial). Menos democraticamente mandou o barco das abortadeiras holandesas de volta para o seu destino e dessa forma prestou o melhor serviço aos que defendem o aborto: PUBLICIDADE. Vês Paulinho, quem com ferros mata, com ferros morre.




- Uma palavra para o nosso PR. Acusado por uns, apoiado por outros, é bem a prova daquilo que representa o nosso sistema político e qual o seu significado, enquanto máximo representante da nação: figura mais decorativa que um monarca. Para isto não valia a pena termos a República. Tinham-se deixado estar quietinhos e evoluíam para uma monarquia constitucional como aqui ao lado “nuestros hermanos”. Até aqueles que criticam as suas posições acerca da transmissão de poderes no governo ainda não viram que o homem mais não fez que potenciar uma mais que previsível maioria absoluta para o seu partido e desviar as atenções da comunicação social de outros dossiers mais quentes e comprometedores. Sacrificou-se pelo partido, nada mais. O resto é puro vender papel e concorrer por um share e audiências.




Assim meus Amigos, se demonstra que não há deficit nenhum na nossa democracia, pois, até hoje, continuamos no mesmo estado de coisas em que estávamos aos primeiros alvores de 25 de Abril de 1974. Pouco evoluímos e o que não evolui, nunca pode entrar em deficit, é o que nos diz a matemática. Diria antes que nos mantemos na nota 1, numa escala de 1 a 5 (conquista de Abril), como diria o Professor Marcelo nos seus comentários (isto se deixasse a fascizante escala de 0 a 20 que teima em usar). Andam todos ao mesmo e todos se servem da comunicação social para perseguir os seus objectivos. Esta, por sua vez, serve-se da treta que é a política nacional (e dos que a fazem) para levarem avante as suas conveniências, audiências, negócios, lobbies e interesses pessoais e familiares. Não haverá mais nada a debater em profundidade neste país? Parem de enganar o Povinho e abram a pestana de uma vez por todas e deixemo-nos destas COISAS.



Jó Carvalho






Posted by Hello


sexta-feira, outubro 8

A QUINTA É O QUE ESTÁ A DAR

Ora aí está ela. A Quinta das Celebridades, embora seja mais um produto da mediocridade que atravessa o panorama televisivo, arrisca-se a bater o HermanSIC aos pontos. Tanta barbaridade junta só poderia dar em COISAS destas (e mais está para vir). Melhor, só na AR. Aí, podemos ver as disputas em directo, a cores e ao vivo. Estou a divertir-me a sério. Não perco pitada (sempre que posso).

Às vezes faz bem rir com o ridículo que certas situações apresentam. Nem o "Ti" Alberto João, em performances mais ou menos carnavalescas, bate o Castel Branco (elevado à condição de Conde pelo Rei do Pôrnô Carioca), nem o sonso do Zé Maria e as suas galinhas (o herói do finado BB#1), consegue ser mais sonso que o Frota, armado em bom samaritano, sempre a "galar" tudo o que mexe (pá, o tipo deve ser mesmo terrível... e despachado; nem cuecas usa!!!) O pobre do Avelino F. Torres, talvez em jeito de penitência (quem acredita que foi por conselho médico?!?!?) aproveita o retiro para retemperar forças, não para dar mais umas arrochadas em algo ou alguém (até ver), mas para não ter de aturar aqueles chatos dos munícipes, que não lhe largam a braguilha e dessa forma, tal e qual os Santanas, Sócrates e tantos outros, marcar uns pontitos na mediática vida política e conseguir ir para uma camarazita (a de Amarante 'tá-se mesmo a ver!!) onde não dê tanto nas vistas certas coisas que estão sempre a acusá-lo (que mania das pessoas!!).

Ainda quanto às cuecas do Frota, ou melhor, no que respeita à sua falta, o material é dele e por isso em nada estou incomodado; além de ser vantajoso em matéria de poupança de tempo e esforço (isto no que respeita a todo o tipo de usos possíveis), terá mais tempo para lavar os fios dentais da Gucci, Vitton, Channel, etc. da Tatiana Romanova, ou melhor do Conde. Além disso, quanto a cheiros, com o constante perfume a bosta que se imagina deve haver por aquelas paragens, bem podem estar à vontade.

No que diz respeito aos restantes, pouco ou nada a dizer. A Tia Cinha, em nada se parece a qualquer diva de cinema (acho que andou a arredondar as curvas com o guito do BB Famosos, mas aquilo não chega; quero dizer, se calhar, ainda leva mais um presidente ao "castigo", que essa coisa de presidentes é lá com ela); A M.J.Lucas, já deu o que tinha a dar mesmo antes de entrar na Quinta; os restantes "rapazitos" nem para lebres de uma corrida de 10 metros serviriam, quanto mais para acalorar as coisas em tão agreste cenário.

As mocinhas, suponho terem sido ali colocadas à laia de isco ou então como coelhos em corrida de galgos (neste caso coelhas, ehehe!!). Por falar em coelhas; ainda não perdi a esperança de ver a nossa Elsa Raposo, curada que esteja da depressão que a abalou, a assanhar o "Alex" e a envolverem-se ambos em acalorados combates corpo a corpo. Até lá, só mesmo as coelhinhas lideradas pela Paula Coelho (será que vai tirar uma peça de roupa por cada couve que colher, como no NuTícias?!?!?), poderão ser a tentação (ou ser t(d)entadas, pelo Frota); sim, porque é mais fácil o capão lá do sítio dar uma "ferroada" no marchand, que este oferecer umas hastes novas à sua Bettyzinha.

Para finalizar, deixo no ar algo para refletir... Não notam a falta que faz o "nosso" Zé-zé CAMARINHA??? Ora nem mais. Foram buscar um "brasuca" que, inclusivamente confessou, recentemente, em entrevista a uma revista gay, ter tomado VIAGRA para melhorar as suas performances no decurso da sua actividade artística (por falta de motor de arranque, digo eu!!). Então o tipo ainda nem viajava nos sacos escrotais do seu paterno e já o Camarinha varria literalmente praias inteiras no Algarve, sem VIAGRAS ou outros aditivos, tudo au naturel; e agora nem contactado foi para apimentar a Quinta! Injusto no mínimo, digo eu. Bem, sempre resta a hipótese de tal não ter acontecido em virtude de o nosso Zé-zé Camarinha ser uma via de sentido único, isto no que respeita a "apetites", ehehe. Na verdade, o Zé, nunca foi em modernices.

Continuemos todos a rir e a aguardar por mais... COISAS.

Bom fim de Semana.


Está a aquecer!!! E agora que ando com falta de tempo para estas coisas!!! Para a semana já conto ter mais tempo livre para estas "lides", ehehe
Posted by Hello

quinta-feira, outubro 7

QUINTA DAS CELEBRIDADES

Um dia, eles aceitaram o desafio...

Um dia, eles participaram...

Despojados de tudo, rumaram à Quinta das Celebridades. Intensamente viveram dias inesquecivelmente tenebrosos, mas ao mesmo tempo cheios de esperança, ternura e paz (podre... mas, vá lá!!!). Tudo fizeram para esconder os seus medos( e às bostas de vaca pelo meio ), a sua incapacidade para sobreviver num mundo que não compreendiam e que teimava em destruí-los. Finalmente, só dois podiam ficar para procriar (ops!!...perdão...), provar que eles são capazes de ser gente normal. Como qualquer comum mortal, desceram do JET 7 para o Jet 7+62 e garantiram assim a continuidade da espécie. Para isso, só dois podiam ficar (estavam à espera que ficasse o Brasuca com o Marchant, não??? Seus depravados!!!)

A CASA DA TIA

Com Cinha Jardim, Alexandre Frota (directamente do canal Sexy-Hot) nos papéis principais e com a participação especial de José Castel Branco (directamente chegado dos States (via Jardins do Príncipe Real), Avelino Ferreira Torres (gentilmente cedido pelo elenco da CM do Marco de Canaveses) e mais alguns bobos da corte, digo, membros da "social-elite" Lusa.

Brevemente em exibição.


BREVEMENTE NUMA TV PRÓXIMA DE SI...
IMPERDÍVEL
Posted by Hello


A Quinta está aí!!!! Viva a Quinta, eheheh
Posted by Hello


TERRORISMO PORTUGUÊS NA SUA MÁXIMA EXPRESSÃO...
Posted by Hello

sexta-feira, outubro 1

Avenida da Liberdade e Restauradores (fins do séc.XIX)


Que maravilha estes Restauradores!!!
Mas porra, já lá andava a mania dos buracos!!! Chiça!!!!

Posted by Hello

 

ESTE BLOG FOI OPTIMIZADO PARA VISUALIZAÇÃO EM 1024X768 Pixels em Google -Chrome,ver. 24.0.1312.57 m ©COPYRIGHT© de Júlio Vaz de Carvalho. ©COISAS 2004-2015, é um WEBBOLG da responsabilidade do seu autor, o seu conteúdo pode ser reproduzido, sempre que referidas as fontes e autores. Todos os textos, notícias, etc., que sejam da responsabilidade de terceiros (pessoais ou institucionais,serão devidamente identificados, sempre que possí­vel, bem como serão referidos os locais a partir dos quais poderão ser consultados no contexto original.Todos os trabalhos publicados por colaboradores do blog,podem ser copiados e divulgados, sempre que seja indicada a sua origem, não carecendo de autorização dos mesmos, caso aqueles assim o manifestem. COISAS, é um Blog quase APOLíTICO e não se rege por ideias pré-concebidas unicamente apoiando causas de reconhecido interesse para a Humanidade, sempre que elas sejam isentas e objecto de reconhecimento universal que vão desde a luta contra os cocós dos Lu-Lus a minar os passeios à legítima pretenção de ver restaurada a Monarquia em Portugal.

Who Links Here