sábado, novembro 13

ACERCA DE BRUXAS


(...)Bruxaria é a utilização, com intenção maligna, de poderes sobrenaturais por meio de ritos mágicos e com o fim de causar maleficio a certas pessoas, assim como benefïcios a seus praticantes. O fenómeno existe desde os tempos pré históricos.(...)

Elaine de Astolat explica:



Muita coisa tem sido dita sobre a Bruxaria; muita confusão tem envolvido esta temática, chegando inclusive a confundi-la com o Satanismo, que é um culto Anti Cristão.

Mas, afinal, o que é Bruxaria?

A Bruxaria é apenas e somente uma religião pagã, de origem xamãnica, que busca o equilíbrio dos opostos e a harmonia entre o Homem e a Natureza.
Desde os primórdios da humanidade, o Homem temia o poder das forças da natureza. Estes “mistérios”, provenientes de algo muito além do seu alcance e do seu conhecimento, influenciaram a sua vida, conduzindo às primeiras crenças (remontando ao período Neolítico, as MADONAS NEGRAS foram a primeira demonstração da arte devocional).
Quando os Celtas invadiram a Europa, quase mil anos antes de Cristo, trazendo consigo as suas próprias tradições que se fundiram com as crenças locais existentes, propagaram nas através da sua rápida expansão, para muitas outras regiões, de onde se destaca Portugal, mantendo renovada a crença que remontava de há já milhares de anos.
A sociedade Celta era Matriarcal; homens e mulheres tinham os mesmo direitos. O culto da Grande Mãe e do Deus Comífero, como princípios criadores, predominaram nas regiões da Europa dominadas pelos Celtas, até ao aparecimento dos Romanos, que praticamente dizimaram estas tribos. Porém, em muitos lugares, e impondo se à Lei Romana, o culto da Grande Mãe continuou a ser praticado.
Foi somente mais tarde, na Idade Média, a com os adventos religiosos ocorridos na época, que a Bruxaria foi relegada às sombras, sob o domínio a pressão da Igreja Católica.
A Santa Inquisição, com o fim de servir os seus propósitos a numa tentativa desesperada a pouco inteligente de banir definitivamente as antigas crenças, converteu a imagem do Deus Cornífero numa figura controversa, relacionando-a ao Diabo, e a imagem da mulher como algo de impuro a pecaminoso.
Milhões de pessoas, na sua maioria mulheres, foram perseguidas e torturadas num extermínio que durou praticamente 4 séculos. A maior parte destas vítimas não eram Bruxas, mas sim pessoas com deficiências mentais e malformações físicas, alvo da suspeita alheia. Na sua grande maioria, eram mesmo pessoas normais, a quem o Clero, muito mais preocupado em acumular bens a poder do que a propagar a verdadeira mensagem de Deus, resolvia condenar.
Durante o tempo das fogueiras, o medo fez com que estas crenças permanecessem no anonimato, numa tentativa desesperada de salvaguardar vidas. Muitos dos conhecimentos passaram a ser transmitidos oralmente, por medida de segurança, e, assim, muito se perdeu.
Após todos estes séculos de tortura e condenação ao segredo absoluto, a Bruxaria volta a ressurgir com força, principalmente com a liberação da mulher e revalorização do feminino que permeou a viragem da década de 60 a 70.
Actualmente, homens a mulheres por todo o mundo retomam os antigos arquétipos da religião Pré Cristã como ferramenta de desenvolvimento pessoal a todos os níveis, buscando aliar a sabedoria dos nossos antepassados com o avanço tecnológico que presentemente vivemos.
Assim, a Bruxaria moderna, adaptada aos dias e hábitos do presente, e por muitos apelidada de Wicca, não abarca o conceito arbitrário do pecado original ou do mal absoluto bem como não pratica qualquer forma de magia "negra". não cultua o diabo, demónio ou qualquer entidade do mal.

A Bruxaria é pois uma religião de amor à vida, ecléctica, tendo como único lema: "Faz o que quiseres, sem prejudicar ninguém".

Elaine de Astolat, 1999, in “Lunae”

Nós não somos maus
Nós não prejudicamos ou seduzimos pessoas.
Não obrigamos ninguém a seguir as nossas crenças
Nem convertemos nlnguém.
E por favor, não nos tentem converter ...
Nós não somos perigosos.
Nós somos pessoas normais como todas as outras.
Temos famílias, empregos, esperanças e sonhos
Não somos dogmáticos
Nós não somos o que os outros pensam que somos
Nós somos reais.
Nós rimos, nós choramos.
Nós somos sérios.
Nós temos sentido de humor.
Mnguém precisa de ter medo de nós.
Nós somos muito mais semelhantes aos demaís do que se imagina...
Apenas necessitamos que nos déem o mesmo direito que damos aos outros

Viver em Paz, Amor e Harmonia !
(Autor desconhecido)

Posted by Hello

KAYLEIGH



Do you remember chalk hearts melting on a playground wall
Do you remember dawn escapes from moon washed college hall
Do you remember the cherry blossom in the market square
Do you remember I thought it was confetti in our hair
By the way didn't I break your heart?
Please excuse me, I never meant to break your heart
So sorry, I never meant to break your heart
But you broke mine

Kayleigh is it too late to say I'm sorry?
And Kayleigh could we get it together again?
I just can't go on pretending that it came to a natural end
Kayleigh, oh I never thought I'd miss you
And Kayleigh I thought that we'd always be friends
We said our love would last forever
So how did it come to this bitter end?

Do you remember barefoot on the lawn with shooting stars
Do you remember loving on the floor in Belsize Park
Do you remember dancing in stilettoes in the snow
Do you remember you never understood I had to go
By the way, didn't I break your heart
Please excuse me, I never meant to break your heart
So sorry, I never meant to break your heart
But you broke mine

Kayleigh I just wanna say I'm sorry
But Kayleigh I'm too scared to pick up the phone
To hear you've found another lover to patch up our broken home
Kayleigh I'm still trying to write that love song
Kayleigh it's more important to me now you're gone
Maybe it will prove that we were right
Or ever prove that I was wrong

Marillion
Kayleigh


Posted by Hello

quinta-feira, novembro 11

CARTA DE UM PROFESSOR AO PRIMEIRO MINISTRO

4 Nov 2004 04:44:09 -0800 (PST)
Sua Excelência Primeiro-ministro de PortugalSua Excelência Ministra da Educação de Portugal.
Como certamente é do Vosso conhecimento, às 3H30 (três horas e trinta minutos ) da madrugada do dia 21 ( vinte e um ) de Setembro deste ano de 2004 ( dois mil e quatro), saiu uma lista de colocação de professores.Dessa lista constava o meu nome e a colocação que me foi atribuída, sendo eu colocado na escola de código344862, código esse referente à Escola EB 2,3 de Castro Marim. Vossas Excelências decerto compreenderão a extrema alegria que para mim significou essa colocação, pelo que foi com grande pesar que tomei conheci-mento que, às 4H15 ( quatro horas e quinze minutos ) da mesma madrugada, a referida lista havia sido retirada e substituída por uma curta declaração que dava como inválido todo o processo que conduziu à sua publicação. Dado que, ao contrário do que é continuamente afirmado pelos membros do Vosso Governo, a vida está verdadeiramente difícil, dado que não pertenço às centenas de pessoas que foram por Vós nomeadas para cargos nafunção pública e dado o facto de não acreditar que venha a beneficiar de uma reforma milionária como o Vosso companheiro do PSD Mira Amaral ( apesar de ter sete anos de serviço ao contrário dos dois anos que ele prestouna CGD ), venho por este meio solicitar que me seja pago o salário correspondente aos 45 ( quarenta e cinco )minutos em que estive colocado na Escola EB 2,3 de Castro Marim pois esse dinheiro bem falta me faz. Mais acrescento que, se houver algum problema com o programa informático responsável pelo processamentodos vencimentos, manifesto a minha disponibilidade para me deslocar ao Ministério das Finanças para que possa receber manualmente o que me é devido.
Muito Respeitosamente
Um Professor do 11º Grupo BPS
Dado o facto de ter usado nesta missiva palavras ou expressões cujo significado vos possa ser estranho, elaborei um glossário que segue em anexo a esta carta. Desse glossário constam as palavras em Itálico.
Glossário 11º Grupo B - Grupo disciplinar constituído pelos professores que leccionam Biologia e Geologia ao 3ºciclo doEnsino Básico e ao Ensino Secundário.
Biologia - Ciência que estuda os seres vivos, os seus processos e as suas características.
Geologia - Ciência que estuda a matéria mineral, os seus processos e as suas características.
Matéria Mineral - Matéria que não apresenta as características dos seres vivos. A matéria mineralcaracteriza-se,entre outras coisas, pela completa ausência de inteligência ou de sentimentos, mesmo nas suas formas mais primárias. Um pequeno esclarecimento, apesar de todas as evidências nesse sentido, nem o actual nem a antiga Ministra das Finançasse enquadram nesta definição.
Ensino Básico - Por muito estranho que Vos possa parecer, não está relacionado com o ensino das bases que neutralizam os ácidos. O ensino básico corresponde aos nove anos de escolaridade obrigatória em que são ministrados os saberes e desenvolvidas as competências consideradas como essenciais para o desenvolvimento pessoal, social e cognitivo dos alunos.
Ensino Secundário - Ensino de cariz mais técnico e específico que tem como função preparar os jovens para o seguimentodos estudos a nível universitário, ou para a sua inclusão numa via profissionalizante.
Professor - Pessoa que ensina algo a alguém. Profissão bastante considerada e respeitada nas sociedades desenvolvidas. Não confundir com a realidade Portuguesa em que o professor é um nómada sem direito a estabilidade profissional, reconhecimento social nem salário condizente com o seu estatuto.
Escola - Local onde é ministrado o saber e as competências essenciais ao correcto desenvolvimento pessoal, social e cognitivodos alunos. Não confundir com a realidade Portuguesa em que as escolas são armazéns de miúdos onde professores e auxiliares de acção educativa têm que cuidar dos filhos dos papás, quando estes pensam que se educa uma criança enchendo-a de consolas, playstations, telemóveis de último modelo e roupas de marca.
Auxiliares de Acção Educativa - Profissionais que, nas escolas, auxiliam os professores na sua tarefa de formar pessoal, social ehumanamente os alunos. Não confundir com a realidade Portuguesa em que os auxiliares de acção educativa são pessoas sem formação específica que, com contratos precários, salários miseráveis e diminutas hipóteses de progressão na carreira, lavam escadas, limpam casas de banho e cortam a relva das escolas.
EB 2,3 - Escolas que ministram os segundo e terceiro ciclos do ensino básico.
Reforma - Aquilo que a esmagadora maioria dos portugueses recebe depois de 35 anos de serviço ou 60 anos de idade. Excepção feita à Vossa gloriosa casta.
PSD - Também referido por alguns como PPD/PSD. Agência de empregos especializada em colocar as pessoas certas nos lugareserrados e nos momentos mais inoportunos, como aliás se pode notar no Vosso caso.
Programa Informático - Software criado por técnicos especializados que, normalmente, é testado antes de adquirido. Quando manuseado por pessoas devidamente formadas para o efeito é bastante prático e poupa muito trabalho.
Manualmente - Com recurso à mão.
PS - Post Scriptum. É uma expressão latina que significa " depois do que está escrito ". Não confundir com P.S.( Partido Socialista ) que, apesar de não se notar, é o maior partido da oposição.

sábado, novembro 6

FECHE A BOCA "MANELA"...


Começo a ficar farto desta treta da lisura, profissionalismo, frontalidade e acima de tudo da arrogância, sim porque não tolero arrogâncias, sobretudo de quem quer tirar partido dela explorando todos os meios que tem ao dispor para de forma petulante e desgarrada (refiro-me a algumas figuras públicas e neste caso jornalistas) como tratam homens e mulheres que simplesmente trabalham honestamente. Aliás, é bem este o tipo de pessoas que habitualmente defendem valores em nome da imagem que criam e depois, olham de cima quem não é do seu meio social. Mas porque estou para aqui com estas coisas?? É que, um dia destes, enquanto jantava numa tasquinha de Lisboa, no Jornal Nacional da TVI, a Pivôt da estação mais pimba da nossa praça, introduzia uma peça em que se questionava a legalidade da EMEL e qual não é o meu espanto quando a oiço referir-se aos fiscais da mesma como "homenzinhos verdes", num tom de gozo, desprezo e jocozidade que provocou náuseas nos presentes. Oh! Drª!! Que mal que lhe fica andar sempre a defender os fracos e oprimidos, a denunciar as barbaridades deste mundo e depois, quer haja ou não razão para criticar a empresa, rebaixar as pessoas que nela trabalham, como se fossem eles os culpados do imbróglio. Vá-se catar "Manela"; cantava o "Foram cardos foram rosas" e mais valia que tivesse continuado por essa via. Já se teria diluido no tempo e no esquecimento. Na verdade a Drª não passa de um estandarte da mediocridade em que se transformou o panorama televisivo em Portugal. Deveria iniciar o JN de uma forma mais adequada à forma tão parola de fazer notícias: Olá, sou a "Gaja" do Director e esta é a Bacorada Nacional.

Posted by Hello

 

ESTE BLOG FOI OPTIMIZADO PARA VISUALIZAÇÃO EM 1024X768 Pixels em Google -Chrome,ver. 24.0.1312.57 m ©COPYRIGHT© de Júlio Vaz de Carvalho. ©COISAS 2004-2015, é um WEBBOLG da responsabilidade do seu autor, o seu conteúdo pode ser reproduzido, sempre que referidas as fontes e autores. Todos os textos, notícias, etc., que sejam da responsabilidade de terceiros (pessoais ou institucionais,serão devidamente identificados, sempre que possí­vel, bem como serão referidos os locais a partir dos quais poderão ser consultados no contexto original.Todos os trabalhos publicados por colaboradores do blog,podem ser copiados e divulgados, sempre que seja indicada a sua origem, não carecendo de autorização dos mesmos, caso aqueles assim o manifestem. COISAS, é um Blog quase APOLíTICO e não se rege por ideias pré-concebidas unicamente apoiando causas de reconhecido interesse para a Humanidade, sempre que elas sejam isentas e objecto de reconhecimento universal que vão desde a luta contra os cocós dos Lu-Lus a minar os passeios à legítima pretenção de ver restaurada a Monarquia em Portugal.

Who Links Here