sexta-feira, janeiro 14

UMA GERAL À "BÓFIA"?!?!?!


Lisboa: agentes da PSP põem em risco aviação civil

Sexo com passageira põe aeroporto em perigo


Seis agentes da PSP abandonaram durante a noite os postos de serviço no Aeroporto de Lisboa e puseram em causa a segurança da aviação civil. A queixa já foi apresentada ao comandante da PSP de Lisboa por um alto funcionário da segurança do aeroporto. Como provas do comportamento dos agentes, seguiram para o comando da PSP gravações feitas no circuito fechado de televisão (CCTV) do aeroporto e testemunhos de funcionários da TAP e da Securitas.



O caso remonta a finais do ano passado. Um agente fardado abandonou o posto, circulou com uma passageira em zonas de acesso reservado e de segurança. Os dois foram vistos a trocarem escaldantes carícias e a trancarem-se numa casa de banho.Ao longo da noite, o agente levou a passageira numa digressão por diversos locais do aeroporto, tendo ‘furado’ várias normas de segurança, disse uma fonte do aeroporto ao CM. O nosso jornal, de resto, confirmou várias passagens por locais sensíveis do aeroporto sem respeito pelas normas de segurança. Juntaram-se ao casal mais cinco agentes da PSP que abandonaram os postos.Nessa noite, ao todo, seis homens, da PSP do aeroporto abandonaram os postos de segurança. São acusados de terem posto em causa a segurança da aviação civil. Os agentes foram monitorizados fora dos locais de serviço.A PSP apenas confirma “a existência de uma denúncia sobre o comportamento estranho de um agente” que “já deu origem a processo disciplinar”. Sobre a eventualidade das imagens mostrarem intimidade entre o agente e a passageira, Hipólito Cunha, das Relações Públicas da PSP, afirmou desconhecer as imagens por estas acompanharem o processo. “O agente, e os outros cinco denunciados, continuam ao serviço até à conclusão do processo”, disse. A queixa apresentada à PSP aponta o pormenor de uma funcionária da TAP (com acesso autorizado a uma zona reservada) ter sido impedida de o fazer por três agentes entre as 23h18m e as 23h35m. hora a que o polícia e a passageira estariam em intimidades naquele local. O QUE FICOU SEM VIGILÂNCIAA Divisão de Segurança Aeroportuária da PSP tem cerca de 350 operacionais colocados no aeroporto de Lisboa. Estes asseguram funções de vital importância, tais como: patrulhas na gare e no perímetro do aeroporto; controlo de trânsito; acompanhamento a personalidades; segurança em diversos postos fixos; intervenção rápida, para maiores alterações da ordem; prevenção criminal (trajando à civil fazem investigação e prevenção de crimes tão diversos como o trafico de droga, o roubo, furto ou outros); e a monitorização das centenas de cameras do circuito interno de televisão do aeroporto. Uma equipa de Inactivação de Explosivos está em permanência colocada de prevenção nesta divisão. A todas estas missões acrescem os serviços extra remunerados (não obrigatórios).

Hernâni Carvalho

ESTE BLOG É POBREZITO, MAS JÁ ESTÁ PAGO...(e sujeito a revisões, consoante a minha preguiça natural permita) - Jó Carvalho

1 comentário:

Anónimo disse...

Cá para mim, a funcionária do Aeroporto, ficou foi cheia de inveja (na volta era um canhão) e foi-se "chibar" dos cívicos... RETRÓGRADOS... pfff...

 

ESTE BLOG FOI OPTIMIZADO PARA VISUALIZAÇÃO EM 1024X768 Pixels em Google -Chrome,ver. 24.0.1312.57 m ©COPYRIGHT© de Júlio Vaz de Carvalho. ©COISAS 2004-2015, é um WEBBOLG da responsabilidade do seu autor, o seu conteúdo pode ser reproduzido, sempre que referidas as fontes e autores. Todos os textos, notícias, etc., que sejam da responsabilidade de terceiros (pessoais ou institucionais,serão devidamente identificados, sempre que possí­vel, bem como serão referidos os locais a partir dos quais poderão ser consultados no contexto original.Todos os trabalhos publicados por colaboradores do blog,podem ser copiados e divulgados, sempre que seja indicada a sua origem, não carecendo de autorização dos mesmos, caso aqueles assim o manifestem. COISAS, é um Blog quase APOLíTICO e não se rege por ideias pré-concebidas unicamente apoiando causas de reconhecido interesse para a Humanidade, sempre que elas sejam isentas e objecto de reconhecimento universal que vão desde a luta contra os cocós dos Lu-Lus a minar os passeios à legítima pretenção de ver restaurada a Monarquia em Portugal.

Who Links Here